quinta-feira, 14 de abril de 2011

L'OMBRA DEL MALE


Oh, tu que te escondes entre as sombras da noite e nos pesadelos dos homens, diz-me, quem te ordena os passos;

Quem te corrige a doutrina a ti aplicada, e te recompensa o fardo da tua sina – tua empreita maléfica.
Oh, tu que desde o alvorecer da humanidade, a tem no encalço, e a pune com teu flagelo impiedoso, diz-me.

Que religião; que deus tem como teu protetor.
Em que acreditas, diz-me oh, tu que pisas sobre a areia morna da rebeldia e te escondes às margens sombrosas da vingança original.

Por Tiago Dotto(Goticus Eternus)

3 comentários: